As propostas 8 de Pierre Rabhi para viver cuidando da vida

As propostas 8 de Pierre Rabhi para viver cuidando da vida
Obrigado por compartilhar!

"O planeta Terra é até hoje o único oásis de vida que conhecemos em um imenso deserto sideral. Cuidar deles, respeitar sua integridade física e biológica, aproveitar seus recursos com moderação, estabelecer a paz e a solidariedade entre eles, respeitando todas as formas de vida, é o projeto mais realista, o mais magnífico tampouco. "

As proposições a seguir foram extraídas da Carta Internacional para a Terra e o Humanismo, escrita por Pierre Rabhi para o movimento Hummingbirds, de seu livro Vers la Sobriété Heureuse, publicado na 2010 pela Actes-Sud.

Mais do que apenas idéias, essas propostas reinventam um modelo de sociedade para oferecer uma alternativa ao mundo de hoje. Pois o tempo para deixar de ser apenas dinheiro, para que o silêncio se torne maravilhoso novamente, para que a lógica do lucro sem limites dê lugar ao dos vivos, para que as batidas dos nossos corações não soem como motores a explosão e, finalmente, a viver e cuidar da vida.

1: Agroecologia, para uma agricultura orgânica e ética

De todas as atividades humanas, a agricultura é a mais indispensável, porque nenhum ser humano pode ficar sem comida. A agroecologia, que defendemos como ética de vida e técnica agrícola, permite que as pessoas reconquistem sua autonomia, segurança alimentar e segurança alimentar, enquanto regeneram e preservam sua herança nutricional.

2: Realocar a economia para entender

Produzir e consumir localmente é uma necessidade absoluta para a segurança das populações em relação às suas necessidades básicas e legítimas. Sem estarem fechados a trocas complementares, os territórios se tornariam berços autônomos, valorizando e cuidando de seus recursos locais. A agricultura em escala humana, artesanato, pequenas empresas, etc., deve ser reabilitada para que o máximo de cidadãos possa se tornar um participante da economia.

3: O feminino no coração da mudança

A subordinação do feminino a um mundo masculino escandalosa e violenta continua sendo uma das grandes desvantagens da evolução positiva da raça humana. As mulheres são mais propensas a proteger a vida do que a destruí-la. Devemos prestar homenagem às mulheres, guardiãs da vida, e ouvir o feminino que existe em todos nós.

4: Feliz sobriedade contra o "sempre mais"

Diante do "sempre mais" indefinido que arruina o planeta em benefício de uma minoria, a sobriedade é uma escolha consciente inspirada pela razão. É uma arte e uma ética da vida, fonte de satisfação e bem-estar profundo. Representa um posicionamento político e um ato de resistência em favor da terra, do compartilhamento e da equidade.

5: Outra educação para aprender enquanto se maravilha

Desejamos, com toda a nossa razão e com todo o coração, uma educação que não se baseie na ansiedade do fracasso, mas no entusiasmo de aprender. Quem abole o "cada homem por si mesmo" para exaltar o poder da solidariedade e da complementaridade. Quem coloca os talentos de todos a serviço de todos. Uma educação que equilibra a abertura da mente com conhecimento abstrato com a inteligência das mãos e criatividade concreta. Que liga a criança à natureza, à qual ele deve e sempre terá que sobreviver, e o desperta para a beleza e para sua responsabilidade pela vida. Por tudo isso é essencial para a elevação de sua consciência.

6: incorporando a utopia

A utopia não é a quimera, mas o "não-lugar" de todas as possibilidades. Diante dos limites e impasses do nosso modelo de existência, é uma pulsão de vida, capaz de tornar possível o que consideramos impossível. As utopias de hoje são as soluções de amanhã. A primeira utopia é incorporar em nós mesmos, porque a mudança social não acontecerá sem a mudança dos humanos.

7: A terra e o humanismo

Nós reconhecemos na terra, o bem comum da humanidade, o único fiador da nossa vida e da nossa sobrevivência. Comprometemo-nos conscientemente, sob a inspiração de um humanismo ativo, a contribuir para o respeito por todas as formas de vida e pelo bem-estar e satisfação de todos os seres humanos. Por fim, consideramos beleza, sobriedade, justiça, gratidão, compaixão, solidariedade como valores indispensáveis ​​para a construção de um mundo viável e habitável para todos.

8: A lógica da vida como base para o raciocínio

Consideramos que o atual modelo dominante é impraticável e que uma mudança de paradigma é essencial. É urgente colocar o humano e a natureza no centro das nossas preocupações e colocar todos os nossos meios e habilidades ao seu serviço.

Por Mathieu Doutreligne

FONTE:http://vahineblog.over-blog.com/2015/08/les-8-propositions-de-pierre-rabhi-pour-vivre-en-prenant-soin-de-la-vie-see-more-at-http-www-bioalaune-com-fr-actualite-bio-23842-8

Obrigado por reagir com um emoticon
Ame
Haha
Wow
Triste
Com raiva
Você reagiu "As propostas 8 de Pierre Rabhi para viver e ..." Há alguns segundos